Saúde

O Business Intelligence era pouco utilizado na área da saúde. No entanto, com o aumento constante da cobrança por um melhores resultados, essa realidade mudou.

 

O BI pode ser aplicado na gestão administrativa, financeira, corpo médico e cuidado com os pacientes. Com o aumento da quantidade de dados, oferece uma análise detalhada e uma melhor interpretação sobre as reais necessidades da clínica ou hospital.

 

Assim, pode-se ter uma visão mais completa dos procedimentos operacionais. É o caso, por exemplo, do entendimento do quadro clínico de pacientes, da gestão da equipe médica, do diagnóstico e da entrega de resultados de exames, da resolução de situações adversas, entre outros pontos que podem comprometer o funcionamento da instituição.

 

A melhor compreensão sobre a instituição de saúde contribui para uma gestão eficiente em todas as frentes. O executivo não precisa mais se basear na estratégia de tentativa e erro, pois passa a planejar as ações e a definir estratégias com base em conhecimentos reais sobre o hospital ou a clínica.

 

Deste modo, o gestor de saúde pode poupar recursos em determinados setores e aplicá-los em outros. Também consegue reduzir o tempo de realização de procedimentos, otimizando o atendimento e oferecendo mais segurança aos pacientes.

 

O Business Intelligence era pouco utilizado na área da saúde. No entanto, com o aumento constante da cobrança por um melhores resultados, essa realidade mudou.

 

O BI pode ser aplicado na gestão administrativa, financeira, corpo médico e cuidado com os pacientes. Com o aumento da quantidade de dados, oferece uma análise detalhada e uma melhor interpretação sobre as reais necessidades da clínica ou hospital.

 

Assim, pode-se ter uma visão mais completa dos procedimentos operacionais. É o caso, por exemplo, do entendimento do quadro clínico de pacientes, da gestão da equipe médica, do diagnóstico e da entrega de resultados de exames, da resolução de situações adversas, entre outros pontos que podem comprometer o funcionamento da instituição.

 

A melhor compreensão sobre a instituição de saúde contribui para uma gestão eficiente em todas as frentes. O executivo não precisa mais se basear na estratégia de tentativa e erro, pois passa a planejar as ações e a definir estratégias com base em conhecimentos reais sobre o hospital ou a clínica.

 

Deste modo, o gestor de saúde pode poupar recursos em determinados setores e aplicá-los em outros. Também consegue reduzir o tempo de realização de procedimentos, otimizando o atendimento e oferecendo mais segurança aos pacientes.

 

Tudo isso contribui para um planejamento mais organizado, com a gestão de riscos e resultados voltada para uma melhor performance.

 

Benefícios:

 

  • Reduzir os custos médicos através da compreensão do comportamento do doente e da prescrição de cuidados preventivos;

  • Melhorar a gestão de leitos;

  • Prevenção e ação contra glosas de operadoras de saúde;

  • Melhorar a gestão em investimentos de equipamentos;

  • Coleta de informações sobre pacientes e tratamento para atuação em cuidados preventivos;

  • Análises de custos por especialidade;

  • Avaliar ticket médio de cada plano.

Peça um orçamento!